Quem somos

Esse site tem como função servir de canal de exposição para as produções e eventos tanto do grupo de pesquisa sobre narrativas criminais Escritos Suspeitos quanto de outros autores e grupos de pesquisa que se aproximem do gênero. Se você quer entrar em contato conosco, mande um e-mail para escritos.suspeitos@gmail.com.

Conheça um pouco mais de nossos membros:

Carla Portilho é Doutora em Letras – Literatura Comparada (2009), Mestre em Letras – Estudos de Literatura (2004) e Especialista em Literaturas de Língua Inglesa (2000) pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Atua na linha de pesquisa Literatura, História e Cultura do Programa de Pós-graduação em Estudos de Literatura da UFF, orientando mestrado e doutorado. É autora do livro As herdeiras de Miss Marple e a práxis cotidiana como tática de resistência (2016). Seus principais temas de interesse são narrativas criminais e detetivescas, estudos culturais, estudos americanos, contra-escrituras e memória.

Pedro Sasse é Doutor em Estudos de Literatura pela Universidade Federal Fluminense na área de Literatura, História e Cultura, coordenador do Grupo de Estudos “Escritos Suspeitos” (UFF) e membro do grupo de pesquisas “Estudos do Gótico” (CNPq). É professor convidado do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Literatura da UFF. Trabalha a temática da violência e do medo na literatura gótica, criminal e distópica.

Marcela Miller é Doutoranda em Letras – Literatura Comparada, Mestre em Literatura Brasileira e graduada em História pela Universidade Federal Fluminense. Atuou como tradutora, preparadora de originais, copidesque e revisora, assim como assistente editorial. Seus temas de interesse são literatura de viagem e ficção criminal, com foco na ideologia pertinente a essas formas de escrita.

Juliana Meanda é Doutoranda em Literatura Comparada no Programa de Pós-Graduação em Estudos de Literatura da Universidade Federal Fluminense (UFF), pesquisa a literatura chicana feminina do século 21. Mestra em Literaturas de Língua Inglesa pelo mesmo Programa, período em que foi bolsista CAPES. Sua dissertação de Mestrado abordou a questão identitária feminina na ficção detetivesca chicana. Possui Especialização (Pós-Graduação Lato Sensu) em Língua Inglesa pela PUC-Rio e Graduação em Letras Português/Inglês.

Isabela Lopes é Mestranda em Literaturas de Língua Inglesa pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos de Literatura da Universidade Federal Fluminense, bolsista pela CAPES. Formada em Letras Português/Inglês também pela Universidade Federal Fluminense. Em 2016-2017, foi bolsista de Iniciação Científica e estudou o surgimento do detetive no século XIX e sua relação com a polícia. Atualmente estuda, continuation novels, intertextualidade e o detetive-herói.

Leonardo Nahoum é Doutor e Mestre em Estudos de Literatura e Literatura Comparada pela Universidade Federal Fluminense. Bacharel em Jornalismo e graduando de Letras, é autor da Enciclopédia do Rock Progressivo e de Tagmar (primeiro role-playing game brasileiro), além de dirigir o selo musical Rock Symphony, com mais de 120 CDs e DVDs editados. Atualmente, dedica-se a pesquisas no campo da literatura infantojuvenil de gênero (genre, não gender), com foco em autores como Carlos Figueiredo e Hélio do Soveral. Publicou recentemente o livro Histórias de detetive para crianças: Ganymédes José e a série Inspetora (1974-1988) – Eduff, 2017.

Vanessa Cianconi é professora de Literatura Norte-Americana na UERJ, campus Maracanã. Doutora em Literatura Comparada pela UFF com período sanduíche na University of Pittsburgh no Departamento de Teatro, sob co-orientação do Prof. dr. Bruce McConachie, mestre em Literatura Comparada pela UFRJ e Especialista em Literaturas de Língua Inglesa pela UFF. Possui mais de 15 anos de experiência no ensino de línguas, educação bilíngüe e literaturas. É membro pesquisador dos grupos (CNPq) “Estéticas de Fim-de-Século” e “Habitando Modernidades: (crise da) memória, hierarquias opressivas e utopias possíveis”. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura de Língua Inglesa e Teatro Contemporâneo, atuando principalmente nos seguintes temas: literatura, história, fantasmagoria, crime, política, teatro político e cultura estadunidenses. Participou, com bolsa de estudos, da The Mellon School of Theater and Performance Research na Universidade de Harvard em 2012.

Diana Rodrigues é Doutoranda em Literatura comparada pela Universidade Federal Fluminense. Mestra em Literaturas Estrangeiras Modernas pela Universidade Federal Fluminense. Graduada em Letras Port-Ing pela FEUC. Professora da pós-graduação em Estudos Literários nas Faculdades Integradas Campo-grandenses (FIC/FEUC). Possui a pesquisa voltada para as questões de gênero através da ótica da transgeneridade, da transexualidade e dos gêneros não-cisgêneros. Com relação ao crime, em sua dissertação de mestrado investigou detetives Trans, a cisgeneridade como criminosa e a alteridade monstruosa na construção de serial killers Trans.

Ricardo Augusto Gonçalves é Mestre em Estudos de Literatura pela Universidade Federal Fluminense. Graduado em Letras Português-Inglês também pela Universidade Federal Fluminense. Professor de Língua Portuguesa na Prefeitura de Maricá e na Prefeitura de Saquarema. Sua dissertação de Mestrado abordou as questões das identidades chicanas e da relação dos chicanos com a problemática da fronteira nos romances de Rudolfo Anaya e Rolando Hinojosa.