Desvendando enigmas: leitura de contos policiais na sala de aula (Raquel de Souza de Morais)

O presente trabalho objetivou propor uma estratégia pedagógica para estreitar
a relação entre o aluno do ensino fundamental, na modalidade Educação de Jovens
e Adultos (EJA), e o texto literário. A leitura de literatura é tratada nesta pesquisa
como prática social e direito dos educandos e, para alcançar os objetivos, foi
realizado um conjunto de atividades, embasadas teoricamente, que priorizasse a
leitura de contos policiais de enigma como forma de despertar o gosto pela leitura e
auxiliar na formação do leitor. Diante dessas questões, levantou-se uma discussão
teórica em torno do conceito de leitura e da figuração da literatura na escola, através
das postulações de autores como Isabel Solé (1998), Michele Petit (2008), Vincent
Jouve (2002). O histórico das narrativas policiais, principal objeto deste trabalho,
também foi privilegiado, tendo um arcabouço teórico em Sandra Reimão (1983),
Boileau e Narcejac (1991) e Ernest Mandel (1988). As atividades realizadas com os
alunos seguiram as propostas de Isabel Solé (1998).

Para ler o texto na íntegra, clique aqui.

Etiquetas , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *