Categoria: Textos

Murder at Full Moon , de Peter Pym (também conhecido como John Steinbeck…), e a perene agonia da literatura popular em sua busca por legitimação (Leonardo Nahoum)

Acidentei-me pesquisador por conta e obra de um mestrado que me proporcionou revelar um riquíssimo caso de autocensura editorial no Brasil, na década de 1970, envolvendo a linha de montagem de uma casa publicadora carioca – a Ediouro – especializada em “ficção ligeira” (como a chamava Hallewell), incluída aí a Mister Olho, vasta coleção de […]

Ler mais

Resenha de O jardim de bronze, de Gustavo Malajovich (Vanessa Cianconi)

O tempo está se esgotando… Quem levou Moira? E por quê? As perguntas que ficam sem respostas são o que faz o leitor a querer continuar a caminhar, com Fábian Danubio, pelas ruas de Buenos Aires. O aspecto arquitetônico da narrativa faz Fábian e o leitor a vagarem “pela cidade, atravessando-a várias vezes, com a […]

Ler mais

Resenha de Transition to murder, de Renee James (Diana Rodrigues)

Publicada inicialmente com o título Coming out Can be Murder, no ano de 2012, a obra a aqui ser resenhada ganha uma republicação no ano de 2014 com um novo título: Transition to Murder. A narrativa escrita por Renee James acompanha a vida de Bobbi Logan, uma cabeleireira Trans, participante de um Conselho LGBT, que […]

Ler mais

Resenha sobre Júlia: nos campos conflagrados do Senhor, de B. Kucinski (Thaís Sant’Anna Marcondes)

A ditadura militar é tema caríssimo a Bernardo Kucinski. Dos sete livros de ficção publicados pelo autor, quatro apresentam como tema central os crimes cometidos durante os anos de chumbo. O período, para o autor, representa nosso mal de Alzheimer nacional. Por isso, Kucinski trava uma batalha contra a disseminação de uma memória difusa e […]

Ler mais
Créditos da imagem: Alberto Ledesma

Resenha de Eulogy for a Brown Angel, de Lucha Corpi (Juliana Meanda)

Nascida no México e residente dos Estados Unidos, Lucha Corpi é uma das pioneiras da literatura feminina chicana e precursora da ficção detetivesca feminina chicana. A escritora migrou para aquele país aos 19 anos de idade, em 1964, e sua chegada foi na cidade de Berkeley, Califórnia, local e época de grande agitação política e […]

Ler mais

Resenha de Mulheres Empilhadas, de Patrícia Melo (Raquel Souza de Morais)

Mulheres Empilhadas, publicado em 2019, é certamente o romance de Patrícia Melo que aborda de forma mais contundente a temática da violência de gênero. Em entrevistas, a autora comenta que o romance nasceu da encomenda de uma editora para escrever um livro com protagonismo feminino e, devido à intimidade de seus escritos com a temática […]

Ler mais

Resenha de O mistério, de Afrânio Peixoto, Coelho Neto, Viriato Corrêa e Medeiros e Albuquerque (Alexandre Amaral Ferreira)

O romance O Mistério foi publicado primeiramente como folhetim, sendo lançado um capítulo por dia do período de 20 de Março até o dia 20 de Maio de 1920, e de autoria de Afrânio Peixoto, Coelho Neto, Viriato Corrêa e Medeiros e Albuquerque,  que na época era diretor do jornal A Folha. Em uma nota […]

Ler mais

Resenha da série Peaky Blinders, de Steven Knight (Raquel Silva)

“Por ordem dos Peaky Blinders…” Em Peaky Blinders, série exibida pela BBC desde 2013, vemos a integração muito bem elaborada entre história e ficção, numa atmosfera noir,tendo como contexto as primeiras décadas do séc. XX.  A gangue, originalmente liderada por Thomas Gilbert, é conhecida historicamente pela violência com que seus membros agiam em suas atividades […]

Ler mais

Resenha sobre Morte no Nilo (1937), de Agatha Christie (Ricardo Augusto Gonçalves)

Sir Isaac Newton uma vez disse: “Se eu vi mais longe, foi por estar sobre ombros de gigantes.” e a frase aplica-se perfeitamente à escritora Agatha Christie. Apoiada na estrutura de romance policial desenvolvida e consagrada nas obras de Edgar Allan Poe e Arthur Conan Doyle, a Dama do Crime, como ficou conhecida, foi mais longe. Suas criações, […]

Ler mais

Resenha de Hoje estarás comigo no paraíso (2017), de Bruno Vieira Amaral (Dejair Martins)

É possível chafurdar nos escombros do passado em busca de respostas? Através da memória podemos fazer um acerto de contas com o legado que nossos antepassados nos deixaram? Um crime não solucionado deixa marcas, signos que perpassam por décadas, cicatrizes que não preenchem lacunas e espaços e que constantemente incomoda? Bruno Vieira Amaral procurando dar […]

Ler mais