Autor: Thais Santanna

Confeccionando ficções criminais: os arquivos e a literatura de crime (Ana Gomes Porto)

Este artigo investigará questões referentes à pesquisa de fontes literárias no que concerne à literatura de crime no Brasil a partir da década de 1870, quando circularam os primeiros livros de crime de forma massificada. Serão avaliados métodos de pesquisa e as formas de compreensão desta literatura. Pretende-se traçar um panorama do trabalho do historiador […]

Ler mais

O Brasil não é a Europa do holocausto: K. Relato de uma busca e uma nova perspectiva do Brasil durante a ditadura militar (Thaís Sant’Anna Marcondes)

A proposta deste trabalho é estudar o livro K. Relato de uma busca, de Bernardo Kucinski, levando em consideração a construção espacial do Brasil ditatorial pela narrativa. Interessa-nos observar os aspectos do livro que nos remetem ao universo labiríntico de Kafka, em O processo; a caracterização dos espaços marcados pela repressão; e o olhar crítico […]

Ler mais

Hercule Poirot: o herói ontem e hoje (Isabela Duarte Britto Lopes)

O presente trabalho tem como objetivo apresentar uma proposta de estudo acerca da personagem Hercule Poirot nas obras de Agatha Christie e Sophie Hannah, autora contemporânea que escreveu continuation novels com o icônico detetive belga. Vale ressaltar que entende-se por continuation novels as obras literárias que retomam uma construção narrativa pré-existente, como no caso de […]

Ler mais

A FONTE DA FELICIDADE (trechos do posfácio de Leonardo Nahoum para o livro de Hélio do Soveral)

Clique aqui para ter acesso ao E-book. Clique aqui para ter acesso ao livro físico. A importância do legado de Hélio do Soveral, em diversas áreas da vida cultural brasileira, é inegável, incontornável e digna de resgate e estudo. Se, no mundo do romance policial, por exemplo, Rubem Fonseca segue sendo o nome academicamente incensado […]

Ler mais

Literatura chicana – memórias e luta política: entrevista com a escritora Lucha Corpi (Juliana Machado Meanda)

Lucha Corpi é uma das escritoras pioneiras da literatura chicana feminina. Reconhecida e premiada, iniciou a publicação de suas obras ao fim da década de 1970 e permanece em atividade até os dias de hoje. Nesta entrevista, concedida por e-mail em setembro de 2018, ela fala sobre suas memórias pessoais, contando sobre os diversos aspectos […]

Ler mais

Reinventando Sam Spade: o detetive metafísico em “Death in Little Tokyo” (Carla Portilho)

Este ensaio visa discutir o legado do romance noir na ficção policial contemporânea, produzida fora do centro hegemônico de poder, representada aqui pelo romance Death in Little Tokyo (1996), de Dale Furutani. A partir do conceito do detetive metafísico que se caracteriza por questionar a natureza da realidade e os limites do conhecimento, propõe-se discutir […]

Ler mais

Poderes especiais da “velhinha” e da “menina da noite”: o caso da apropriação do romance policial pelas minorias (Ricardo Augusto)

O objetivo deste trabalho é discutir e comparar a representação de Miss Marple, adetetive solteirona (“spinster detective”) de Agatha Christie, com a representação de BlancheWhite, a faxineira-detetive negra de Barbara Neely. Desde a sua origem, e até a chamada “Erade Ouro”, na primeira metade do século XX, o romance policial não era visto como umespaço […]

Ler mais

Configurações da narrativa policial (Dialogarts)

As propostas de reflexão aqui reunidas em torno de diferentes tipos de narrativa policial abarcam questões como conceitos de cultura erudita e de massa, relações entre crítica e mercado, cânone e margens, além da possibilidade de investigação da própria sociedade através de enredos e personagens. O viés da ficção policial constitui uma das modalidades para […]

Ler mais

Desvendando enigmas: leitura de contos policiais na sala de aula (Raquel de Souza de Morais)

O presente trabalho objetivou propor uma estratégia pedagógica para estreitara relação entre o aluno do ensino fundamental, na modalidade Educação de Jovense Adultos (EJA), e o texto literário. A leitura de literatura é tratada nesta pesquisacomo prática social e direito dos educandos e, para alcançar os objetivos, foirealizado um conjunto de atividades, embasadas teoricamente, que […]

Ler mais

Por uma arqueologia da memória: as escritas de si em Rubem Fonseca e Sérgio Sant’Anna (Dejair Martins)

Essa pesquisa tem por objetivo fundamental analisar a potência das chamadas escritas de si nasobras de Rubem Fonseca e Sérgio Sant’Anna a partir das grandes temáticas que as marcam suasrespectivas obras ao longo de décadas de intensa produção literária. Para isso, se estrutura atese do seguinte modo: o debate acerca do autor, que inclui o […]

Ler mais